Composição Hiperboliforme 

15m²  - prédio Saldanha Marinho - Secretaria de Estado da Cultura de SP - 1984

Mostrar Mais

É toda uma pintura construída dentro dos grandes arcabouços arquitetônicos:

síntese geométrica de grandes formas estruturais, formas básicas onde se inserem com grandeza e despojo os pigmentos e a farta matéria sensível do pincel de Canato. Sem dúvida, estou fazendo menção aqui de um muralista – um pintor de grandes espaços, necessários às práticas de comunicação de massas.

Sem dúvida alguma os artistas surgem, sempre, tendenciosos, Canato seguramente nasceu com a tendência da prática de comunicação de massa.

Moço, ainda chegou facilmente ao domínio total da FORMA, ou melhor do impacto da forma, deixando de manifesto nas suas comunicações visuais, a importância que imprime ás práticas pictóricas de percepção pura.

Percepção, forma e cor , forma – cor – matéria, são as ordens de grandeza das grandes sínteses figurativas de Canato.

Em cada operação visual do artista, nas micro e macro formas, sua eloqüência pictórica supera e transcende o problema dimensional dos suportes.

Possui um domínio total, farto, vertiginoso, impetuoso e violento. Canato pinta através de um gestual virtuoso, altamente perceptivo. É todo um mundo de formas que nascem e que gritam…

Sem dúvida o que há de mais interessante nessa expressiva personalidade é que ela ainda está acontecendo, diariamente acontecendo para o nosso deleite estético.

                                                         João Rossi

Pintor, gravador, ceramista e escultor, autodidata.

_DSC1383_p.jpg

Murais

Canato pintura murais paineis capelas quadros